Logo

Oposição emite nota de repúdio ao vídeo lançado pela prefeita “MACAQUINHA”

A prefeita de Santa Luzia do Tide, “Franca do Macaquinho” gravou um vídeo onde tentou justificar um projeto de lei aprovado na câmara municipal de Vereadores na última segunda-feira (27), permitindo o parcelamento de uma dívida do Instituto de Previdência do Município. No vídeo (que você acompanha abaixo) “França do Macaquinho” não diz para onde foi o dinheiro de anos de contribuição dos servidores.

O grupo de oposição, diante da declaração da prefeita, emitiu uma nota de repúdio; leia-a abaixo:

NOTA DE REPÚDIO E DIREITO DE RESPOSTA OPOSIÇÃO DE SANTA LUZIA – MA 

Diferente do que afirma a Prefeita Municipal “França do Macaquinho”, seu vídeo na mídia, em nada tranquilizou os Servidores Públicos, pelo contrário, causou mais indignação, pois, desde janeiro de 2022 a alíquota de contribuição previdenciária aumentou de 11% para 14%, para que fosse garantida aposentadoria dos servidores públicos.

DA VERDADE DOS FATOS

A gestão França do Macaquinho, não tem transparência com a população Luziense, já que o Portal da transparência é totalmente desatualizado (https://santaluzia.ma.gov.br/transparencia/), bloqueia informações dos contratos e licitações; além de não respeitar os parlamentares da oposição, por ter a maioria na Câmara.

No início do mês de junho, a Vareadora Cleudimar, fez um requerimento na Câmara Municipal, para que a Prefeitura e o Ipresal prestassem esclarecimentos da situação financeira e repasses previdenciários, já que no portal do TCE/MA https://www6.tce.ma.gov.br/consultaprocesso/, (Processo nº 3127/2018; 2546/2019; 1252/2020; 1510/2021 e 1188/2022), verificou-se que somatória dos valores encontrados e repassados no período de 2017-2021, totaliza a quantia de R$ – 51.214.540,91, no entanto, hoje só existe a quantia de R$ – R$ – 2.732.177,15.

DA FALTA DE REPASSE DOS VALORES DESCONTADOS NOS SALÁRIOS DOS SERVIDORES PELA GESTÃO FRANÇA DO MACAQUINHO. 

Em sua manifestação sem demonstrar nenhum documento e o débito a ser parcelado, a Prefeita “França do Macaquinho”, traz informação de que a lei de parcelamento e reparcelamento se torna necessária por existir débitos de gestões anteriores compreendidos de 2011 a outubro de 2021, no entanto, omite o fato dos débitos dos ex gestores já estarem sendo discutidos judicialmente, e a quantia é de R$ -16.488.452,93. (Processo n 1144-86.2017.8.10.0057), além de contradizer-se, já que os débitos a serem parcelados compreendem também o período de sua gestão (2017 a outubro 2021).

A Prefeita França do Macaquinho tenta distorcer a verdade dos fatos e enganar mais uma vez a população, pois a falta de transparência facilitou a má gestão do dinheiro público, e, agora, o fato da sociedade lhe cobrar respostas verdadeiras, com provas documentais, lhe causa indignação, tentando fazer dessa situação gravíssima um palco político.

Na verdade, senhores, quem mais se preocupa com a imagem Política é a Prefeita França do Macaquinho, já que usa sua gestão e imagem para promover a pré candidatura de seu marido a Deputado Estadual JUNIOR FRANÇA.

DOS GASTOS ABSURDOS ENCONTRADOS NAS PRESTAÇÕES DE CONTAS DO IPRESAL

Em uma simples análise nas prestações de contas do IPRESAL, comprovamos gastos com despesas administrativas (folhas de pagamentos; material de expediente; limpeza, escritório, peças de carro; gasolina, etc…) totalizando a quantia de R$ – 7.377.855,07, em um local com pouco mais de 20 servidores.

Além do fato de que, o Presidente do Instituo com remuneração de R$ – 12.000,00, na verdade ser um estudante de medicina, curso este em tempo integral na cidade de Santa Inês – MA.

ASSIM FICA A PERGUNTA: 

CADÊ O DINHEIRO DO IPRESAL? 

CADÊ OS VALORES DESCONTADOS DOS SERVIDORES PÚBLICOS DE SANTA LUZIA – MA? 

LANÇO AQUI UM DESAFIO A VOSSA EXCELÊNCIA: 

MOSTRE-NOS O DÉBITO QUE SUA GESTÃO TEM COM O IPRESAL; 

MOSTRE-NOS A QUANTIA DESCONTADA DOS SERVIDORES PÚBLICOS (2017-2022); 

NÃO QUEREMOS MAIS UM VÍDEO SEU, QUEREMOS PROVAS.

 

COMENTÁRIOS

1 Comentário

Deixe o seu comentário!

%d bloggers like this: