Logo

ARARI – Peixe-boi foi encontrado morto no rio mearim

Na segunda-feira (30) uma equipe do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), foi até a região do Baixo Mearim, na Comunidade Barreiros, no município de Arari, para atender a ocorrência de um peixe-boi marinho (Trichechus m. manatus) encontrado morto no Rio Mearim.

A ação coordenada pela bióloga e analista ambiental do ICMBio, Laura Reis, contou com o apoio da Secretaria de Meio Ambiente de Arari, por meio do secretário César Ericeira, do secretário adjunto Luís Ericeira e do diretor de pesca do município de Arari, Eder Martins, além da colaboração de moradores da região, fundamentais para que as etapas desta ação fossem executadas com sucesso.

O mamífero aquático foi encontrado em estado avançado de decomposição, boiando próximo a uma vegetação conhecida como mururu. Para realização dos procedimentos técnicos, coleta de material biológico, realização de biometria e registro de fotográfico o animal foi levado para a margem do Rio Mearim, onde foi identificado que se tratava de um animal adulto, do sexo masculino, medindo aproximadamente 3 metros de comprimento.

Segundo a analista ambiental, Laura Reis, o monitoramento sistemático de encalhes desses animais é uma ação prevista dentro do Plano de Ação Nacional do Peixe-Boi-marinho. “O plano tem como objetivo reduzir os efeitos das atividades antrópicas sobre as populações naturais, ampliar o conhecimento aplicado a sua conservação e aperfeiçoar as ações de conservação”, explica.

As amostras e dados coletados serão encaminhados para o Centro de Mamíferos Aquáticos (CMA/ ICMBio) e Instituto Oswaldo Cruz (Fiocruz) para análise da causa da morte.(Foto: Geylson Paiva / ICMBio São Luís)

A região onde foi localizado o peixe-boi marinho não é uma área especialmente protegida e administrada pelo ICMBio, porém, vale ressaltar, que a Costa Norte Maranhense é considerada uma das mais importantes regiões do país para a espécie. Tendo em vista que o peixe-boi marinho é uma das espécies criticamente ameaçada de extinção, a análise da causa da morte do mamífero aquático é essencial para manutenção da preservação do animal.

Para gestora do ICMBio São Luís, Karina Teixeira, ações desenvolvidas em parceria são essenciais para conservação do meio ambiente e preservação de espécies ameaçadas de extinção. “Infelizmente, somente este ano, tivemos 3 ocorrências de peixe-boi marinho encontrado morto no Maranhão. Porém, é importante destacar que a equipe do ICMBio em São Luís, juntamente com os comunitários e gestores municipais, formam uma rede de apoio com o objetivo de atender as demandas do Estado e no desenvolvimento de programas e projetos de pesquisa para preservação da espécie”, pontuou a analista ambiental.

As amostras e dados coletados pela equipe do ICMBio São Luís, serão encaminhados para o Centro de Mamíferos Aquáticos (CMA/ ICMBio) e Instituto Oswaldo Cruz (Fiocruz) para análise da causa da morte do mamífero ameaçado de extinção.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

%d bloggers like this: